Responsive image

Elas nunca saem de moda: Saias midi

Postado no dia 10/11/2015
Hey dears!!!
Esse post de hoje tem um significado todo especial, as fotos foram todas feitas pelo boy, primeira vez que fazemos foto desse tipo e ele teve todo cuidado em investir em iluminação e uma câmera bem bacana. O resultado foi excelente e foi feito com muito carinho.
Fazendo aquela propaganda, tá vindo canal sobre tecnologia por ai hein!
Eu tenho uma queda por saias midi, apesar de ter poucas no meu guarda-roupas. Quem me segue no Pinterest sabe que pino vários looks com as saias midi como inspiração.
Resolvi fazer esse post para falar um pouco sobre esse modelo de saia, quem criou, onde começou e dicas de como usa-las. Vamos conferir?
Os vestidos e saias começaram a ficar mais curtos e mais leves no período da primeira guerra mundial, onde muitas mulheres tiveram que trabalhar nas atividades antes exercidas pelos homens e seus vestidos longos e pesados atrapalhavam o serviço.
No período pós guerra, os vestidos longos e volumosos voltaram a ter seu lugar, pois muitas mulheres acreditavam ser mais femininos e os modelos mais curtos lembravam o período de guerras.
No período da segunda guerra, que foi ainda mais devastadora, foi proibida a compra de tecidos mais nobres e com isso, novamente tecidos leves e roupas mais curtas. Muitos estilistas sofreram grandes baques nessa época.
No pós guerra, as pessoas não viam mais sentido em gastar valores absurdos em uma roupa e começaram a buscar alternativas mais baratas.
Foi ai que surgiu Dior e o seu “New Look”, mudando o guarda-roupa das mulheres.
Nos anos 60, a saia midi foi praticamente banida, com o surgimento da mini saia e toda aquela questão de ser o simbolo da liberdade feminina para a época.
Atualmente a saia midi divide opiniões, uns amam, outros odeiam e volta e meia ela surge nas coleções.
Mas, qual é o comprimento que a saia deve ter para ser considerada midi? Bom, ela deve estar na altura do  joelho ou um pouco acima e ir ate no máximo a canela. Ela pode possuir pregas, ser godê, lápis, plissada, reta, isso não irá diferenciar, já que o que define uma saia midi é seu comprimento.
Fiz fotos com 2 looks usando saia midi para ilustrar o post. Quis fazer com fotos minhas pois acho que fica bem mais real e foi divertidíssimo fotografar com o boy! (Não vamos falar sobre vergonha, não é?)
Gostaram das fotos? Podem pinar. 
Eu acho que as saias midi mais rodadas (minhas  favoritas) deixam os looks mais leve, mais divertidos e com aquela carinha de vintage. 
Quem mais é adepto ao modelo midi? Seja em saia ou em vestidos!
A blogueira adora saber a opinião de vocês!
See you soon!

Alice M Bogado
Compartilhe:
Postagens Relacionadas

16 Comentários

Deixe o seu Comentário aqui!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *