Responsive image

Eu não sou Rio de Janeiro olímpico

Postado no dia 09/08/2016
Sim, texto polêmico. 
Vamos explicar o título.
Quero deixar claro, antes de tudo, que não estou torcendo para que problemas aconteçam. Que respeito e admiro os atletas, não só brasileiros, que se dedicaram a vida toda para esse momento. Torço para que voltem com vitória na mãos. Mas eu não vou aos jogos, não vou dar dinheiro àqueles que tiraram famílias de suas casas e mexeram com o meio ambiente. Não vou dar dinheiro àqueles que transformaram o centro do Rio em um lugar lindo e seguro apenas para as olimpíadas, que deixaram as regiões “sem relevância”  sem nenhum policiamento. 
Que mudaram rotas de ônibus, que impediram o livre trânsito de moradores em seus bairros. Tudo porque iria haver Olimpíadas.
Não vou dizer que não quero ir lá ver a tal nova Praça Mauá e nem que não quero ver a Pira Olímpica. Quero ir agora, que sei que tem segurança;
Ouvi muitos amigos dizerem que nem parecia o Rio de Janeiro. 
Com tudo isso, percebi que o Rio de Janeiro pode sim ser um lugar lindo e seguro, se nossos governantes quiserem que seja, mas eles não quererem, não para o cidadão que vive com medo, que sai para trabalhar sem saber se vai voltar. Para que se preocupar com esse cidadão? Não, nossos governantes se preocupam em como o Brasil é visto lá fora e estão falhando nisso também. Afinal, os problemas estão acontecendo. Nossos governantes se preocupam com a abertura dos jogos, e se vai ser bonita ou não. E foi linda! Mas a que custo?
Moradores de rua sendo tirados de forma bruta das ruas. Não, isso não é certo, mas mostra que quando quererem, pode ser feito.
As Olimpíadas não é para o morador do morro, para o assalariado. É pro hipócrita que reclama da falta de segurança, do transporte ruim, do preconceito e vai lá com seu Iphone 6S plus fotografar as competições. 
Eu moro em uma cidade que o prefeito pede para que os moradores evitem sair de casa em dia de jogos.
Com tudo isso termino novamente com a frase: “Eu não sou o Rio de Janeiro Olímpico” Essa cidade que vocês veem, não é a cidade onde moro. Infelizmente!

PS: Aconteceu depois que o post ficou pronto! Uma carioca, negra e moradora de uma comunidade, que costumava brigar na rua, ganhou medalha de ouro no judô. Isso serve para provar que nós podemos criar nossas próprias oportunidades. Ela poderia estar no crime e escolheu o esporte!

Alice M Bogado
Compartilhe:
Postagens Relacionadas

17 Comentários

Deixe o seu Comentário aqui!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *